«

»

jul 19

Glaciações: a vida em ciclos

Compartilhe...Tweet about this on TwitterShare on FacebookShare on Google+Email this to someoneShare on TumblrShare on LinkedIn

Glaciações são eventos naturais nos quais o planeta Terra passa a apresentar temperaturas muito baixas e tem grande parte de sua superfície coberta por gelo. Normalmente a Glaciação acontece depois de uma série de eventos envolvendo fatores bióticos e abióticos. Por ser uma condição muito severa e relativamente rápida, a maioria dos animais morrem e a diversificação só volta a acontecer depois que o excesso de gelo derrete, fazendo o ambiente ficar mais propício à vida. Durante a história da Terra, várias vezes aconteceram eventos de glaciação. Em todas as grandes extinções em massa, pelo menos um evento de glaciação estava envolvido.

O que pode acontecer para levar a um episódio de glaciação é o aumento excessivo de indivíduos vegetais no ecossistema, deixando os níveis de CO2 muito baixos – fazendo o efeito estufa perder força – e aumentando de mais a quantidade de oxigênio na atmosfera – provocando a diminuição da temperatura. Com essa mudança brusca, muitos indivíduos acabam morrendo devido ao ambiente não estar propício, mantendo o nível de CO2 baixo.

Pode acontecer também de algum vulcão começar a expelir lavar ou gases tóxicos. Esses gases tóxicos e a cinza acabam provocando anoxia, desequilibrando o
meio e levando consequentemente à morte de muitos animais – diminuindo o nível de CO2, pois os animais não vão mais liberá-lo pela respiração. O vulcão solta também muito CO2, o que pode aumentar de mais a temperatura, matando a fauna, ou esse CO2 pode ser aprisionado nas pedras causando intemperismo, e levado para os rios e mares, causando uma superpopulação de organismos fotossintetizantes, e consequente falência do ecossistema devido à competição, todos morrem de novo e o nível de CO2 abaixa.

A tempo que o planeta passa coberto por gelo costuma ser longo e normalmente acaba quando uma cadeia de vulcões entre em erupção aumentado os níveis de CO2 na atmosfera e levando ao descongelamento das geleiras formadas. Quando isso acontece, a diversificação da vida animal aumenta devido aos nichos vagos existentes.

Nós estamos agora no que é chamado de fase interglaciar, na qual não está ocorrendo glaciações, mas os acontecimentos citados acima, se repetem de tempos em tempos, logo, provavelmente, vão acontecer de novo. E pode ser que não demore muito para ocorrer devido às mudanças que os seres humanos vêm provocado no meio ambiente em um tempo muito curto.

Jullie Anne Pereira Farias é graduanda em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Viçosa – Campus Rio Paranaíba.

Deixe uma resposta